Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Contratação de professores não profissionalizados

"Ou seja, professores que tem habilitações próprias para leccionar um determinado grupo, mas não um curso via ensino.

 

O que me leva a escrever sobre isto, fácil, no concurso de 2009/2010, estes professores vão estar impedidos de concorrer como vinha sendo natural, em que eram colocados de uma forma justa e sem cunhas. A partir deste ano, este tipo de profissionais só vão poder concorrer para as ofertas de escola, nestes casos o mais certo é que o reinado do senhor C vai voltar, e não meus amigos não tem nada a ver com a competência. Nada disto é novo, uma vez que há 3 anos, o governo já tinha avisado quais as alterações que seriam introduzidas neste novo ciclo.

 

Isto só acontece porque os sindicatos, defendem e muito bem os professores contratados e os professores não profissionalizados. Mas o que interessa é lutar contra a avaliação o resto dos problemas não interessam, não é assim senhor MÁRIO NOGUEIRA?

 

Estes profissionais, que trabalham tanto como os outros ou ainda mais, são os que recebem menos. Este tipo de profissionais são aqueles que vão aguentando os cursos profissionais e os cursos CEF que o governo tanto gosta de promover. Este tipo de profissionais são quase sempre aqueles que realmente sabem, ao contrário de uma grande maioria que se encosta ao que aprendeu e que depois estacionou ali e não se foi actualizando.

Por tudo isto meus senhores, toca a procurar trabalho nas empresas, já que não nos querem dar valor, já que somos bons de mais para eles.

 

EDIT:
Para ver se percebem uma coisa.

Os candidatos com habilitações próprias não tiram o lugar a ninguém porque são os últimos a serem colocados, se os senhores com a profissionalização não querem ir dar aulas para zonas como Lisboa, Setúbal, Açores, Alentejo, Algarve, eles não têm culpa, ficam com as sobras (estou a falar no caso da informática). Ah, pois é chato ir para longe da família, da namorada, depois queixam-se, que não tem lugar.

 

Faço um desafio vão ver o número de vagas para quadro que existe nos Açores, em informática."

 

Retirado daqui


publicado por brunomiguelqueiros às 11:32
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Daniela Almada a 22 de Maio de 2009 às 11:41
por favor divulguem, entre os professores contratados não profissionalizados que a UA comprometeu-se a abrir mais uma turma para a profissionalização dos mesmos, desde q consegui-se reunir 100 candidatos.

Please!


De brunomiguelqueiros a 23 de Maio de 2009 às 22:52
Onde nos podemos inscrever?


De daniela almada a 26 de Maio de 2009 às 11:17
Na Universidade Aberta, dá conhecimento ao Spzn, q foi o q tratou ddo assunto! Bjs e Boa sorte!


De Daniela Almada a 22 de Maio de 2009 às 11:42
conseguisse


De Ana Magalhães a 13 de Junho de 2009 às 18:48
Quero começar por dar os meus parabe´ns ao autor deste artigo pois ele transcreve com toda a veracidade o que se passa com os professores não profissionalizados.
Caro colega, eu revi-me em todas as linhas que você escreveu pois dou aulas no grupo 430-Economia e Contabilidade e sou licenciada em Economia. Não há nenhuma universidade pública ou privada que lance cá para fora gente com um curso de Economia, Gestaõ ou Contabilidade ... portanto nós não tiramos emprego a ninguém e gostava de ter as mesmaS regalias que os colegas profissionalizados.
Sra Ministra de Educação, já que não faz mais por esta gente ao menso abra nas universidades públicas profissionalizações.


De Ana a 13 de Junho de 2009 às 18:51
Por lapso não completei a frase ao dizer que neste país não existe nenhuma universidade que lance cá para fora gente licenciada em Economia, Gestão ou Contabilidade com profissionalizações mas o ensino necessita de pessoas com estes cursos...
Temso aqui uma lacuna não acham?


De brunomiguelqueiros a 14 de Junho de 2009 às 13:55
Ana

Quantas verdades revejo no seu discurso, sem dúvida é impensável ainda haver diferenças entre profissionalizados e não profissionalizados? Mas será que não desempenham os 2 as mesmas tarefas? Por acaso há diferenciação no trabalho a desempenhar ou nos resultados obtidos? Não temos aí um modelo de avaliação? Então deixemos esse modelo decidir quem é bom ou não.

Quanto a isso da Universidade é verdade, mas não é só nesses cursos, se hoje em dia se abrem cursos para tudo e mais alguma coisa, porque não abrir onde são realmente necessários?


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Resposta a Maite Proenca

. We can a portuguesa!

. Alvo completo - Sabrosa

. Ora venha de lá esse voti...

. Slackware -Current e o no...

. Tornar Kde 4.X.X mais ráp...

. Frases

. Funcionamento do Google S...

. Momento Zen do dia

. Gnome 3

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.número visitas

.utilizadores ligados

Utilizadores ligados

.Geekness

71% Geek 71% Free Florida Personals

.GoogleTalk

.De onde eles são

IP Geotargeting