Segunda-feira, 10 de Março de 2008

Pós-Marcha da Indignação

Professores procuram novas formas de luta

Depois da Marcha da Indignação, os professores dividem-se sobre a forma de continuar a exercer pressão contra Maria de Lurdes Rodrigues. Há quem defenda a greve, mas também há quem avance com ideias originais. Como ir pintar a escola nas férias da Páscoa.

 

Com uma adesão sem precedentes, a manifestação de professores deste sábado, marcou um pico de contestação a Maria de Lurdes Rodrigues. Mas as garantias de José Sócrates de que vai segurar a ministra e manter as reformas na Educação, deixaram os professores num impasse: como continuar a luta contra as políticas do Governo?

Mário Machaqueiro, da Associação de Professores e Educadores em Defesa do Ensino, acha que a greve não é solução. «A greve confina-se a um único dia e esgota-se na sua própria realização», disse ao SOL, sublinhando o facto de se tratar de algo «muito impopular».

Para Machaqueiro, os docentes precisam «de ser criativos e encontrar novas formas de luta», até porque, depois da Marcha da Indignação e de manifestações por todo o país «esse modelo está esgotado» e os movimentos criados à margem dos sindicatos consideram que «as acções de rua também não são o caminho a seguir».

A saída pode passar pela acção dentro das próprias escolas. Mário Machaqueiro lembra que «os conselhos executivos de várias escolas tomaram a decisão de suspender o processo» de avaliação de desempenho dos docentes.

Machaqueiro dá os exemplos da Escola Secundária da Amora, da Escola Gabriel Pereira de Évora ou da Escola Secundária de Felgueiras. «Apenas algumas entre muitas que já optaram por parar a avaliação», garante.

 

 

A discussão segue na internet

Nos vários blogues e fóruns online sobre Educação, a discussão faz-se à volta de uma eventual greve. No siteSala dos Professores, são vários os apelos à paralisação dos docentes, mas Paulo Guinote, do blogue A Educação do Meu Umbigo, não acredita que essa seja a solução.

«A aposta do ME vai tentar ser a de fingir que tudo está na mesma, fazendo acertos mínimos de calendário, esperando uma jogada mal feita ou precipitada dos docentes (uma greve mal pensada, por exemplo) para capitalizar junto da opinião pública» , escreve Paulo Guinote, que pede aos professores que «mantenham a cabeça fria e dominem a impaciência».

No blogue Democracia em Portugal, faz-se uma sugestão original. Tiago Carneiro diz: «Ficar em casa é fácil. Difícil é perder dias de férias e ir trabalhar». Por isso, este professor afirma estar contra a greve e sugere que os docentes passem as férias da Páscoa a pintar as escolas. «Será fácil arranjar quem patrocine as tintas», garante.

Escolas em luto

Reunida em conselho nacional, esta segunda e terça-feira, a Federação Nacional de Professores (Fenprof), lança o repto para mais uma acção de luta e pede aos professores que se vistam de preto.

Em comunicado, a Fenprof anuncia que, a partir desta segunda-feira e até ao final da semana, «foi proclamada a Semana Nacional de Luto nas Escolas» .

«O vestuário escuro e a colocação de sinais visíveis de luto nas escolas – apelando-se à criatividade dos professores, que tão bons resultados tem dado nesta luta – será uma das várias formas de manifestarmos o protesto pelas actuais políticas educativas» , lê-se no mesmo comunicado.

Recorde-se que Mário Nogueira anunciou, este sábado, novas manifestações durante as segundas-feiras do terceiro período lectivo. Em Abril começam os protestos no Norte (dia 14), no Centro (dia 21) e na Grande Lisboa (dia 28). No dia 5 de Maio será a vez dos docentes do Sul e das Regiões Autónomas demonstrarem o descontentamento pela política de Maria de Lurdes Rodrigues.

Além disso, será entregue, em breve, ao Governo um abaixo-assinado recolhido pela Fenprof, contra as políticas do Ministério da Educação.

 

margarida.davim@sol.pt

 

Fonte


publicado por brunomiguelqueiros às 18:58
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Resposta a Maite Proenca

. We can a portuguesa!

. Alvo completo - Sabrosa

. Ora venha de lá esse voti...

. Slackware -Current e o no...

. Tornar Kde 4.X.X mais ráp...

. Frases

. Funcionamento do Google S...

. Momento Zen do dia

. Gnome 3

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

.número visitas

.utilizadores ligados

Utilizadores ligados

.Geekness

71% Geek 71% Free Florida Personals

.GoogleTalk

.De onde eles são

IP Geotargeting